top of page

Saber o que se quer é, sem dúvida, meio caminho para a progressão, mas… e o outro meio?

Atualizado: 10 de jan.


Muitas vezes sonhamos com objetivos grandes, mas esmorecemos só de olhar para a sua grandeza.


Seria o caso das gémeas Mariana e Letícia Franco, atletas/estudantes na Escola secundária Dr. Manuel Gomes de Almeida, de Espinho e membros da equipa de Voley do C.D. Foz do Porto, se não tivessem feito proveito de duas armas poderosas que tinham em mãos - a habilidade na sua prática desportiva de eleição e uma enorme determinação.


Foi precisamente essa enorme determinação que as fez dedicar um ano, após terminarem o secundário, a trabalhar exclusivamente para ajudar os pais a suportarem as despesas que comportavam a ida para os Estados Unidos para estudar e fazer parte da equipa de Voley da Labette Community College, no Estado do Kansas.


Já lá, além de verem as suas médias escolares subirem dos 17 valores de media do ensino secundário para 20 valores (4.0 GPA), ainda contribuíram decisivamente para várias vitórias da equipa sendo líderes estatísticas da equipa , e nomeadamente para uma grande vitória contra a velha equipa rival que os vencia há mais de uma década.


Estudar numa Universidade nos Estados Unidos tem sempre alguns custos para quem não consegue uma Bolsa Desportiva de 100%, mas nem isso as deteve, e novamente a determinação, e vontade de seguir em frente as acompanha num part-time diário de 3 horas no próprio Campus Universitário e ainda um complemento de algumas horas esporádicas como baby-sitters para saldar as suas contas, com grande mérito.


Mérito esse que não passou despercebido, particularmente à treinadora que as acompanha diariamente, acabando mesmo por convidá-las para a cerimónia do seu casamento, à qual, como retribuição as gémeas lhe ofereceram um quadro do seu filho pintado por elas mesmas.


Mas a vontade desta dupla, a fazer uma licenciatura em Design nos Estados Unidos, é tão grande quanto a vontade de ajudar os seus pais neste investimento, por isso, recentemente disponibilizaram-se para pintar o elevador do edificio dos apartamentos onde vivem , o que lhes valeu uma valente redução no valor da renda mensal.


Se estas gémeas são especiais? Não há dúvida, mas aquilo que ensinam é ainda mais especial - que o limite dos sonhos está no limite da nossa vontade.


Somos muito gratos às “Manas Franco” por nos darem a oportunidade de as ajudar a #fazeracontecer!




131 visualizações0 comentário
bottom of page